Higiene das Próteses

Higiene das Próteses

Nos dias que correm não há ninguém que não reconheça os cuidados dentários como parte integrante e fundamental para a saúde. As próteses dentárias, vulgarmente conhecidas como “placas”, são uma opção de reabilitação oral utilizada por uma elevada percentagem dos nossos pacientes. No entanto, não é do conhecimento de todos que as próteses, à semelhança dos nossos dentes, requerem cuidados de higiene diários. Neste sentido, uma correta higiene da prótese traz benefícios tanto para a saúde oral como contribui para a maior longevidade da mesma.

De modo a facilitar o processo iremos sistematizar alguns passos fundamentais para uma correta higiene:

  • As próteses devem ser higienizadas idealmente 2 vezes por dia, mas caso não seja possível deve pelo menos à noite realizar uma limpeza rigorosa da mesma. Vamos começar por lavar as mãos, retirar a prótese e passá-la por água.
  • Para a lavagem das próteses dispomos de uma escova própria que vai facilitar a remoção dos restos alimentares (disponível em supermercados, farmácias e parafarmácias), embora esta também possa ser feita com uma escova “dura”. A pasta de dentes que utilizamos não deve ser muito agressiva para não desgastar em demasia a prótese. Não precisa de nos agradecer, mas não queremos deixar de lhe dar uma dica económica e igualmente eficaz (senão melhor!) que é utilizar sabão azul e branco (sim, leu bem!) em vez do dentífrico.
  • A limpeza da prótese requer o mesmo “amor e dedicação” que os nossos dentes e, portanto, devemos lavar dois dentes de cada vez, todas as faces do mesmo. Além da parte que contém os dentes devemos higienizar a zona da prótese que está em contacto com a nossa gengiva, visto ser a zona onde mais bactérias se alojam, aqui a escova protética tem algumas vantagens relativas às normalmente utilizadas por possuir uma cabeça mais pequena que permite aceder aos locais mais difíceis.

Após todos estes passos temos a nossa prótese limpa e como nova!…. No entanto, para os mais empenhados, existem as famosas e conhecidas pastilhas de limpeza . Aqui o procedimento é bastante simples, basta colocar uma pastilha num copo de água, adicionar a prótese e aguardar o tempo estipulado na embalagem.

A meros metros da reta final é importante relembrar que não se deve levar a prótese para a cama e que durante as horas de sono também a nossa boca deve descansar “à vontade”, o sítio onde esta pernoita fica ao seu critério, podendo ser tanto num copo de água como na sua caixa própria.

Dra. Daniela Lopes