Implantes Dentários – O que são e para que servem?

Um implante dentário é uma das soluções mais utilizadas para tratar a falta de um ou mais dentes.

O que é um implante dentário?

Um implante dentário é um dispositivo metálico, geralmente feito de titânio, por ser um material inerte e biocompatível, utilizado para substituir dentes outrora perdidos. O implante é colocado no interior do osso, simulando assim a função de uma raíz de um dente normal.

Qual é a função de um implante dentário?

O implante tem uma função clara: ao substituir a raíz de um dente natural, a função mastigatória do paciente é devolvida. Normalmente, os implantes permitem o aparafusamento de dentes fixos, evitando assim soluções de reabilitação removíveis.

Contudo, se uma solução completamente fixa não for possível, por insuficiente volume ósseo por exemplo, a colocação de implantes também pode ser usada para estabilizar uma prótese removível, tornando-a semifixa. Esta solução garante um maior conforto ao paciente durante os processos de mastigação e fala, e permite a sua remoção em casa para higienização.

Um implante só substitui um dente?

Os tratamentos com recurso a implantes dentários podem servir para substituir um dente, um conjunto de dentes ou uma arcada completa (todos os dentes superiores ou inferiores). O tratamento é sempre adequado à situação em que se encontra o paciente.

Quais os passos para a colocação de um implante?

O processo de colocação de um implante é uma intervenção cada vez mais procurada pelos nossos pacientes, realizada com materiais seguros e fáceis de utilizar.

O paciente é devidamente medicado e é administrada anestesia local, para que todo o procedimento se realize sem dor. No entanto, é de realçar que o sucesso do tratamento dependerá, em grande parte, dos cuidados do paciente após a cirurgia. Nesse sentido, deve seguir as instruções do seu Médico Dentista, comparecer a todas as consultas de controlo e não abdicar de uma higiene oral diária e completa.

Que tipos de próteses podem ser colocadas sobre os implantes dentários?

As próteses fixas, como o nome indica, são próteses que não são passíveis de serem removidas pelo paciente no dia-a-dia, sendo apenas removidas no consultório para higienização em consultas de rotina. Neste grupo de próteses enquadram-se as coroas unitárias (de um só dente), as pontes (vários dentes) e as próteses de arcada total (que englobam todos os dentes superiores ou inferiores).

As próteses semifixas são também conhecidas como sobredentaduras.  São viáveis em situações de perda óssea acentuada, sobretudo no maxilar inferior. As sobredentaduras permitem um encaixe aos implantes através de “locators”, que funcionam como molas, e mantêm-se assim fixas na boca do paciente durante os processos de mastigação e fala. No entanto, é importante realçar a importância da sua remoção diária para higienização, uma vez que não são próteses totalmente fixas.

Dra. Sofia Ramalho